Archive for julho, 2012


A opção por ESQUADRIAS DE MADEIRA no HOTEL FASANO de São Paulo foi determinada pelo melhor desempenho térmico e acústico, bem como pela vedação superior, determinadas por ensaios em laboratórios especializados.
Foi empregada a madeira Freijó, com peitoris em Ipê. Os vidros são laminados, espessura 8 mm.

Nos anos de 2005 e 2006 o Copacabana Palace Hotel reformou os salões Copacabana, Atlântico e Urca.
A Scheid foi contratada para fabricar e instalar as novas esquadrias.

O problema a ser resolvido era de isolamento acústico.
O barulho da rua atrapalhava os eventos do Hotel.
O som dos eventos do Hotel incomodava os moradores dos prédios vizinhos.
As esquadrias originais, de 1923, não proporcionavam o adequado desempenho acústico e precisavam ser substituidas.

Mas o Patrimônio Histórico não permitiu a substituição das esquadrias originais, apenas uma pequena restauração.

A solução encontrada pelos projetistas foi a de construir uma segunda esquadria por dentro, a 10 cm da original, formando então três barreiras para a passagem do som: a esquadria antiga, a câmara de ar de 10 cm e a esquadria nova.

Isto decidido, a Scheid foi contratada para fabricar as novas esquadrias.
A  madeira empregada foi o Freijó.
Os caixilhos foram dimensionados com 55 mm de espessura. 
Os vidros empregados foram os laminados de 6+6 mm.
As ferragens foram importadas da Alemanha (Siegenia-Albi) e dos Estados Unidos (Baldwin).
As dobradiças de aço inox são brasileiras, da Mahler, de Porto Alegre, RS.


A foto mostra uma das portas externas, com 3,80 m de largura por 8,50 m de altura.
Reforma concluída em 2006.


As esquadrias são fabricadas nas medidas, quantidades e com os projetos que o cliente determina.
Castelo, em Farroupilha-RS.
Obra concluida.
Na execução desta obra, os contramarcos em arco foram colocados antes da execução da alvenaria de pedra, de forma a servir como gabaritos para a perfeita execução da alvenaria.


A scheid trabalha exclusivamente sob encomenda.
Obra em execução em São Paulo-SP (ano 2001).
Esquadria em madeira Freijó, com pintura branca.
Os vidros são subdivididos por travessas de madeira.


As portas e janelas fabricadas pela  Scheid obedecem a um projeto, seja de um arquiteto, de um decorador, do cliente ou mesmo da própria Scheid.
Porta de entrada do Edifício Georges V, em Porto Alegre-RS.
Madeira Freijó, com acabamento envernizado.

Para fabricar esquadrias de madeira com qualidade, um dos principais fatores é dispor de madeira seca em quantidade suficiente, pois ainda hoje a secagem natural é considerada a melhor forma de secar a madeira.
Scheid  optou por fabricar suas esquadrias em FREIJÓ, utilizando o IPÊ e CUMARÚ (Ipê Champagne) para peitoris de janelas ou soleiras de portas.
O emprego do FREIJÓ pela  Scheid  iniciou em 1950.
São, portanto, mais de 50 anos de experiência com esta espécie de madeira.
 
 
 
FREIJÓ
Nome científico:   Cordia goeldiana  /   Família Boraginaceae.
Nome popular: freijó, frei-jorge, louro-freijó.
Características:  densidade média (quando seca, pesa em torno de 650 kg/m3), sem cheiro, cor parda de tons muito variados, bastante resistente ao ataque de insetos e fungos.
Procedência: Floresta amazônica, principalmente Estado do Pará.

Uma alternativa igualmente qualificada é o CEDRO ROSA.
Com características semelhantes ao Freijó, porém com cor avermelhada.


MADEIRA LEGALIZADA
Independente do tipo, as madeiras são sempre provenientes de serrarias registradas, e com a constante fiscalização do IBAMA, a partir da exigência do D.O.F. (Documento de Origem Florestal).


A foto mostra o depósito coberto de madeira Freijó, a principal matéria prima da  Scheid.

 
A compra da madeira é constante, pois para uma perfeita secagem natural são necessários pelo menos dois anos.
O Freijó utilizado pela Scheid é proveniente do Estado do Pará.
 
 
 
 

Atenta às tendências do mercado da Construção Civil, a partir de 2003 a Scheid passou a produzir também ESQUADRIAS EM PVC.


Obra número 01 em pvc: Residência em São Leopoldo (RS) – ano 2003.


Obra número 01 em pvc: Residência em São Leopoldo (RS) – ano 2003.
Porta de correr tipo trespasse em dois caixilhos, com persianas de enrolar.

Detalhe: a caixa de persiana ficou aparente.


Reforma e Ampliação do Posto de Saúde em Novo Hamburgo (RS) – ano 2004.
Janelas de correr, com bandeira superior fixa.
As grades são fixadas diretamente na alvenaria.


Residência em Porto Alegre (RS) – ano 2004.

 


Residência em Garopaba (SC) – ano 2004.

 


Edifício de apartamentos.
Rua Engenheiro Álvaro Nunes Pereira, bairro Moinhos de Vento – Porto Alegre (RS) – Ano 2004.
Construtora: Maiojama.


Residência em Xangri-lá (RS) – ano 2006 – Condomínio Las Dunas.
Esquadrias em pvc, com vidros duplos termo-acústicos composição 4 + 10 + 6.
Persianas externas de enrolar, motorizadas com motores Somfy.

 

 


Residência em Lajeado (RS) – ano 2007.
Esquadrias em pvc, com vidros duplos termo-acústicos composição 4 + 10 + 6.


 


Residência em Xangri-lá (RS) – ano 2007
Condomínio Ilhas Park.
Esquadrias em pvc, com vidros verdes, laminados, duplos termo-acústicos.
Persianas motorizadas com motores Somfy.

PARA CONTATOS:
E-mail:  pvc@scheid.com.br

Catania