Categoria: Esquadrias de Madeira


Você mora numa excelente casa ou apartamento, mas tem notado que suas esquadrias não tem um bom desempenho acústico e o seu sono e o seu descanso estão comprometidos pelo barulho excessivo da rua, principalmente dos veículos.
Você não precisa mudar para dormir melhor.
Você pode continuar morando no mesmo lugar e melhorar o desempenho de suas esquadrias.

Como?

Usando vidros de melhor desempenho acústico, com maior espessura, e de preferência laminados.
Também pode usar vidros duplos termo-acústicos, adequadamente dimensionados para suas necessidades, e com isso ganhar também um bom desempenho térmico.

Porém, talvez só isso não seja suficiente.
É preciso verificar se as esquadrias existentes tem um bom grau de vedação, compatível com os novos vidros.
Ou se estas esquadrias comportam os novos vidros, mais espessos e mais pesados.

Caso contrário, a solução é substituir as esquadrias existentes por esquadrias novas, com modernas tecnologias de vedação, e agora sim, com vidros laminados ou duplos.

Como isso pode ser feito?

Em primeiro lugar o planejamento, a conferência das medidas, a escolha dos modelos.
Em geral, as janelas são de correr. Vedam relativamente bem, mas não são as melhores.
As janelas que vedam melhor são as de abrir e tombar (oscilo-batentes). Com ferragens importadas, caixilhos de 55 mm, comportam vidros duplos de excelente performance.

Uma vez definidas as esquadrias, aprovado o orçamento, as esquadrias são fabricadas.
Com vidros instalados. Com ou sem pintura, a critério do cliente.
A substituição é feita basicamente na medida de uma esquadria por dia, de forma a diminuir os inconvenientes.


Janela de abrir e tombar (oscilo-batente), com 03 caixilhos de 55 mm, sendo os laterais de abrir e tombar e o central fixo. Externamente 04 folhas de venezianas de abrir e correr tipo sanfona. Em madeira.
Nesta residência, em Porto Alegre, RS, foram substituidas todas as janelas dos dormitórios.
Os vidros duplos empregados foram com composição 4 mm + câmara + 6 mm.

Observação:
Neste caso, o proprietário optou por trocar a esquadria completa (caixilhos de vidros e venezianas).
Mas quando as venezianas ou persianas externas estão em bom estado, é comum que a troca seja somente dos caixilhos com vidros.

Você não precisa trocar todas de uma só vez.
Experimente, troque a do seu quarto.
Vai ver que vale a pena, e então troque as outras.

Bom proveito!

Janelas com persianas externas de enrolar em madeira

Janelas com persianas de enrolar em madeira.

Obra: Escola em São Paulo – SP.
Janelas internamente de abrir e tombar (oscilo-batentes), e externamente em persianas de enrolar, em madeira Freijó.

Venezianas de abrir e correr tipo sanfona (camarão).
Quatro folhas para cada lado.
Talas de venezianas reguláveis tipo BRISE. Largura 480 cm x Altura 210 cm.
Madeira Freijó com acabamento castanho.
Construção Flores da Cunha – RS.

Venezianas com talas reguláveis

Venezianas com talas reguláveis

Venezianas de abrir e correr tipo sanfona (camarão).
Quatro folhas para cada lado.
Talas de venezianas reguláveis tipo BRISE.
Largura 480 cm x Altura 230 cm.
Madeira Freijó com acabamento castanho.
Construção em Bragança Paulista – SP, Condomínio Quinta da Baroneza.

Esquadrias em madeira Freijó com acabamento em poliuretano (PU).

As janelas são do tipo de abrir e tombar (oscilo-batentes). 

Porta com 5,20 m de largura x 9,60 m de altura.
Devido a impossibilidade de transportar a porta inteira montada, foi construída em 3 partes e montada no local da obra.
A madeira empregada é Cedro Rosa. Ficou muito luxuosa e bonita.

Em construção

Hotel Palácio Tangará - São Paulo - SP

Obra em execução.  Com muito orgulho, todas as esquadrias de madeira desta obra foram produzidas em Novo Hamburgo / Rio Grande do Sul por Esquadrias Scheid Ltda.

A renomada marca de hotelaria de luxo Oetker Collection, uma das mais sofisticadas da Europa, vai abrir na primavera de 2017 o seu primeiro hotel tipo seis estrelas em São Paulo, o Palácio Tangará.

As obras estão em andamento em um bairro nobre da capital: ele será vizinho ao belo parque Burle Marx, cujos jardins foram projetados pelo famoso paisagista brasileiro, Roberto Burle Marx.


Apesar do delicado momento econômico e político que afeta duramente o Brasil, os executivos da grife hoteleira de luxo estão confiantes no potencial e na recuperação da economia do país, segundo me contou o CEO da Oetker, Frank Marrenbach, que veio a São Paulo para apresentar o projeto ao mercado brasileiro.
 O CEO da Oetker Collection disse também que o palácio resort vai ser um marco importante para a maior cidade da América Latina e centro financeiro do país. De fato, a capital não tem nenhum estabelecimento com essa concepção e assinatura.
O empreendimento terá 141 espaçosos quartos, entre os quais 55 são suítes, todos com vista para o parque. O nome é em homenagem a um pássaro da fauna brasileira, o Tangará da Amazônia. Dois renomados arquitetos brasileiros tocam o projeto, entre eles Patricia Anastassiadis.
Ali tudo será muito requintado: a gastronomia terá o comando de chefs renomados, como o do restaurante George V, de Nova York. E o spa vai ser abastecido com produtos da conceituada marca francesa Sisley. Uau!!!  Oetker Collection tem propriedades icônicas, como o Le Bristol Paris; o aristocrático The Lanesborough, em Londres; o Hotel Du Cap-Eden-Roc, em Cabo de Antibes; e o Eden Rock em St Barths, entre outros tão sofisticados quanto.
Fonte: simonegalib

A opção por ESQUADRIAS DE MADEIRA no HOTEL FASANO de São Paulo foi determinada pelo melhor desempenho térmico e acústico, bem como pela vedação superior, determinadas por ensaios em laboratórios especializados.
Foi empregada a madeira Freijó, com peitoris em Ipê. Os vidros são laminados, espessura 8 mm.

Para fabricar esquadrias de madeira com qualidade, um dos principais fatores é dispor de madeira seca em quantidade suficiente, pois ainda hoje a secagem natural é considerada a melhor forma de secar a madeira.
Scheid  optou por fabricar suas esquadrias em FREIJÓ, utilizando o IPÊ e CUMARÚ (Ipê Champagne) para peitoris de janelas ou soleiras de portas.
O emprego do FREIJÓ pela  Scheid  iniciou em 1950.
São, portanto, mais de 50 anos de experiência com esta espécie de madeira.
 
 
 
FREIJÓ
Nome científico:   Cordia goeldiana  /   Família Boraginaceae.
Nome popular: freijó, frei-jorge, louro-freijó.
Características:  densidade média (quando seca, pesa em torno de 650 kg/m3), sem cheiro, cor parda de tons muito variados, bastante resistente ao ataque de insetos e fungos.
Procedência: Floresta amazônica, principalmente Estado do Pará.

Uma alternativa igualmente qualificada é o CEDRO ROSA.
Com características semelhantes ao Freijó, porém com cor avermelhada.


MADEIRA LEGALIZADA
Independente do tipo, as madeiras são sempre provenientes de serrarias registradas, e com a constante fiscalização do IBAMA, a partir da exigência do D.O.F. (Documento de Origem Florestal).


A foto mostra o depósito coberto de madeira Freijó, a principal matéria prima da  Scheid.

 
A compra da madeira é constante, pois para uma perfeita secagem natural são necessários pelo menos dois anos.
O Freijó utilizado pela Scheid é proveniente do Estado do Pará.
 
 
 
 

Muito se fala sobre o problema da manutenção das esquadrias de madeira.
Na verdade, a única desvantagem das esquadrias de madeira está na manutenção da pintura.
Os acabamentos incolores disponíveis apresentam durabilidade limitada, necessitando de  repintura após algum tempo.
Esta desvantagem se reduz muito, quando ao invés de aplicar acabamentos incolores, opta-se por pinturas pigmentadas.

A madeira apresenta as seguintes vantagens para a fabricação de esquadrias:

01. Durabilidade. Existem portas seculares por todo o mundo, abrindo e fechando diariamente.
02. A beleza natural incomparável da madeira.
03. A possibilidade de pintura em cores diversas.
04. A possibilidade de projetar esquadrias especiais.
05. Isolamento termo-acústico.
06. Facilidade de manutenção.
07. Segurança – Possibilidade de instalação de grades metálicas fixas ou móveis (pantográficas).
08. Possibilidade de instalação de telas mosquiteiras encaixilhadas ou de enrolar.
09. Esquadria estruturada, permitindo a instalação sem os vidros.
10. Maiores opções de escolha de modelos.
11. A madeira é o material de construção ecologicamente mais correto.

Catania