Para fabricar esquadrias de madeira com qualidade, um dos principais fatores é dispor de madeira seca em quantidade suficiente, pois ainda hoje a secagem natural é considerada a melhor forma de secar a madeira.
Scheid  optou por fabricar suas esquadrias em FREIJÓ, utilizando o IPÊ e CUMARÚ (Ipê Champagne) para peitoris de janelas ou soleiras de portas.
O emprego do FREIJÓ pela  Scheid  iniciou em 1950.
São, portanto, mais de 50 anos de experiência com esta espécie de madeira.
 
 
 
FREIJÓ
Nome científico:   Cordia goeldiana  /   Família Boraginaceae.
Nome popular: freijó, frei-jorge, louro-freijó.
Características:  densidade média (quando seca, pesa em torno de 650 kg/m3), sem cheiro, cor parda de tons muito variados, bastante resistente ao ataque de insetos e fungos.
Procedência: Floresta amazônica, principalmente Estado do Pará.

Uma alternativa igualmente qualificada é o CEDRO ROSA.
Com características semelhantes ao Freijó, porém com cor avermelhada.


MADEIRA LEGALIZADA
Independente do tipo, as madeiras são sempre provenientes de serrarias registradas, e com a constante fiscalização do IBAMA, a partir da exigência do D.O.F. (Documento de Origem Florestal).


A foto mostra o depósito coberto de madeira Freijó, a principal matéria prima da  Scheid.

 
A compra da madeira é constante, pois para uma perfeita secagem natural são necessários pelo menos dois anos.
O Freijó utilizado pela Scheid é proveniente do Estado do Pará.
 
 
 
 

« »